sexta-feira, 22 de junho de 2018

Tú existes y, por ahora, eso basta para que yo quiera seguir existiendo.
Tú existes y no me importa nada más, ni este dolor que me impide respirar.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Reencontro


Hoje a reencontrei em um texto antigo, repleto de carinho, respeito e cumplicidade. Hoje a reencontrei e ao reencontrá-la, me encontrei envolvida em tantas lembranças que estavam guardadas em algum lugar da memória e do coração. Fiquei triste...

Senti saudades, saudades dela, saudades de quem eu era junto dela, saudades de quem ela era junto a mim, saudades de uma amizade e de um tempo que não voltam mais.

Senti saudades e essa saudade abriu uma ferida que eu pensava estar curada. Queria tanto encontrar uma receita que curasse dor de amizade perdida... na verdade o que eu queria mesmo era não ter perdido a amizade...

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Mariposas

Aunque lejos, tan lejos estés de mí,

Te siento tan cerca, como si estuvieras aquí.

Porque...
Tus poesias son  pájaros que me llevan hacia tí

Y...
Tus recuerdos son mariposas volando dentro de mí

segunda-feira, 4 de junho de 2018

...


¡Perdóname!

"Prometí volver y si no vuelvo no es culpa tuya"

Estoy sola. La soledad es un  abismo profundo y asustador. Todos estos días he  intentado llenarlo de recuerdos: músicas, poesias, risas, miradas, olores, sabores, pero a los poquitos las imágines, sonidos, sensaciones se me hacen más  distantes.

Estoy sola. La soledad  es un inmenso desierto frio y aterrador. Camino entre la muchedumbre, pidiendo ayuda, pero nadie escucha el grito sordo que sale de mis ojos húmedos. El silencio es una espina incómoda en mi garganta.

Estoy sola. La soledad es un dolor agudo e intenso que no tiene fin. Mientras tanto yo sonrío a los que se acercan, segura de que no les interesa mi dolor. Me cuesta respirar, el vacío me sofoca y lentamente me dilacera el alma. 

Estoy sola, sin embargo hay tanta gente!  La herida que creí cicatrizada de pronto se abrió y el único alivio que tengo es sentir mi carne rasgándose, la sangre manchando mi piel y mis lágrimas mojando el papel.

"Prometí volver y si no vuelvo, no es culpa mía"

¡Perdóname!

domingo, 3 de junho de 2018

...



Mi corazón es un inmenso jardín de recuerdos, 
lleno de flores con aroma de poesía.

sexta-feira, 1 de junho de 2018


Mientras yo tan solo deseaba alcanzar a una Estrella,

tú me regalaste la Via Láctea.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Poesia


Hoje só eu queria ter respostas para um par de porquês:
Por que saudade corrói? Por que solidão assusta?
Por que amizade acaba e  por que amar dói?

Hoje eu só queria que meu coração entendesse um par coisas:
Que tristeza não mata; que decepção faz parte da vida.
Que a distância às vezes aproxima e que nem tudo é o que parece ser.
Mentira...
Na verdade,  hoje eu só queria ouvir sua voz me recitando poesia.


sábado, 26 de maio de 2018

Recuerdos


Recordações são fertilizantes que fortalecem as raízes
 e mantém viva a árvore dos sentimentos.

Los recuerdos son fertilizantes que fortalecen las raíces
 y mantienen vivo el árbol de los sentimientos.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

EU


Sou feita de afetos, emoções, sentimentos e sensações.
Sou feita de olhares doces, misteriosos, intensos ou vagos.
Sou feita de toques delicados,  ternos, puros ou ousados.
Sou feita de aromas, de roseiras, ipês, paineiras e acácias.
Sou feita de música, de Mpb, Classic, Rap, Samba e Jazz.
Sou feita de poesia, de Cora, Adélia, Plath, Florbela, Lucinda e Anaïs.
Sou feita dela, que me ensinou a coragem e a força.
Da outra que me mostrou a dor e a contradição do amor.
Daquela que me iniciou no prazer, da outra que me mostrou o sofrer.
Sou feita daquela que me cuidou e protegeu.
Da que me amou e depois deixou, da que quase me enlouqueceu.
Sou feita daquela que me mostrou um mundo novo,
da outra que me mostrou vários mundos,
daquela que me fez encontrar meu mundo, nosso mundo.
Sou feita daquela que me acolheu tantas vezes em seu abraço quente,
e desta que escreveu poesias nas páginas brancas de meus dias.
Sou feita de todas, sou todas, sou várias, sou única.
Sou de todas e de nenhuma, sou minha e de mais ninguém.
Minha vida foi tecida com fios de arco-íris, depois de um dia chuvoso.
Minha história foi escrita com tintas de dores e amores, conquistas e dissabores,
Com encontros e  despedidas, com reencontros e adeuses.
Sou feita de lembranças e saudades, de superações e recomeços.
Minha vida não é uma tábula rasa, minha história tem enredo complexo,
Construída por várias histórias, singulares, legítimas, perigosas ou libertadoras.
Nada, nem ninguém vai me fazer sentir culpada por nenhuma de minhas histórias.
 Cada uma foi escrita com paixão ou amor, dedicação e cuidado,
verdade e entrega, carinho e devoção, cumplicidade e atenção.
Cada uma foi escrita, sobretudo, com sentimento e consentimento.